ESCREVER É...
MINHA ALMA SENDO EXPRESSADA COM PALAVRAS RIMADAS OU NÃO.
SÃO AS PALAVRAS ABRINDO CAMINHO PARA ALMA EXPRESSAR QUE TEM SENTIMENTO E RAZÃO

Seguidores

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Um livro chamado Vida


Que todos os dias, cada um escreva a tua história, sempre consciente que está interligada com as histórias dos demais personagem.
Cada um é protagonista da tua própria história e coadjuvante da história do outro, por isso, não tente entender, ou modificar o papel destinado aos demais.
Do nascimento até a morte, alguns papeis são para despertar novos talentos, novas possibilidades, mostrando nos que a vida é infinitamente criativa e muitas vezes de difícil compreensão.
Nunca culpe os demais personagens pelos papeis que eles representam, pois se foram escolhido certamente também foram capacitados, e mesmo assim também sentem insegurança ao atuar em cenas tão inusitadas.
Não lamente pelo seu papel, porque sempre acontecerá cenas de terror, ficção, drama, animação, comédia e o delicioso romance.
Escute a trilha sonora do momento e continue atuando.
Aceite o que o escritor criar e o que ele quiser transformar, porque esta obra pertence a ele.
O final ele já nos contou, é a morte. O que não interfere nas surpresas incríveis que nos aguardam em cada capítulo.
Vamos lá, sou a minha história, mas também faço parte da tua.
Venha!! Seu personagem é muito especial na minha história!


Eu saúdo a todos!!

Mara Mello.

domingo, 26 de janeiro de 2014

O Poema e a Flor


Oferecer um poema sem amor é como oferecer uma rosa sem cor.
Não sei se está frase é minha ou li em algum lugar, mas certa manhã acordei comose a estivesse escutando no fim de um sonho.
Refletindo sobre ela, me fez pensar em tudo o que nos dedicamos a fazer sem amor, apenas por obrigação, ou para corresponder aos padrões de conceitos pré estabelecidos.
Apesar de ser uma frase simples, encontrei nela uma ligação com o amor que oferecemos a todos com quem convivemos diariamente, e isso incluí coisas corriqueiras, mas que deixam marcas na vida por tempo indeterminado.
O poeta observa, senti e traduz o que de mais belo, ou o que de mais triste sente naquele exato instante, eternizando através das palavras a intensidade dos seus sentimentos.
Feliz de quem recebe um poema, ou uma música, onde as palavras ditas são as revelações do amor que há no coração de quem as ofertou.
Oferecer rosa á uma pessoa amada, é preciso delicadeza, sensibilidade, atenção ao detalhe do que cada cor representa, antes de oferecê-la.
Certamente não nenhuma satisfação em receber rosas sem vida, onde as cores já não podem mais serem definidas.
Eu, particularmente, nunca vi ninguém oferecendo flores em tais condições, mas se por acaso isso acontece, eu diria que, a pessoa quando não teve o cuidado de oferecer flores em melhores condições, estava num momento amargo, onde os bons sentimentos cederam espaço á insensibilidade, deixando transparente o que pior estava sentindo no seu coração.
Dificilmente alguém irá receber rosas sem cor, sem vida, mas facilmente poemas e músicas são oferecidas sem amor, e nestes casos o efeito é lamentável.
Na nossa vida diária, não precisamos ser poetas, nem oferecer flores o tempo todo para demonstrar o que de mais intimo sentimos.
Neste caso, não estou me referindo a romances, mas sim ao carinho, boa vontade, dedicação, desprendimento, e nada mais que na própria família para observar como estão os sentimentos da nossa doação.
Fazemos coisas semelhantes o tempo todo, e um bom exemplo é quando sorrimos ao cumprimentar um filho, ou filho cumprimentando seus pais, ás vezes com alegria/cor, ou ás vezes meio que automático/sem vida. Isso quando são famílias que ainda entende o que são valores familiares.
O nosso contato com o mundo é o reflexo do que sentimos, pensamos, somos, sendo assim, impossível esperar que a imagem refletida, a emoção transmitida, seja de amor, gratidão, confiança, muito pior é quando dentro do próprio lar esta imagem reflete apenas um vazio.
Nunca é tarde para entender que basta iniciar há qualquer momento, um elogio sincero, um abraço inesperado, um eu te amo apenas por você ser assim...
Fora de casa este exercício também pode ser um tanto difícil, mas se na família ele for deixado de lado, tudo que estaremos realizando será tão supérfluo quanto poemas sem amor, flores sem cor.

Mara Mello

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

O Amor do Lírio: Mensagem de Líria

O Amor do Lírio: Mensagem de Líria



Cada pequeno descontrole emocional individual gera cargas energéticas negativas que ao serem somadas eclodirão em grandes catástrofes humanas.
É preciso que tireis do vosso pensamento o conceito de causa e efeito individual ou particular absoluto.

É claro que o ser quando está materializado do planeta Terra traz informações, em seu campo eletromagnético, ressonantes com as experiências que ele deve vivenciar a fim de evoluir.

É claro também que ele traz informações que contemplam a totalidade de sua história ao longo de sua existência.

Contudo, todos interferem na condução destas experiências por meio das vibrações mentais e emocionais que emanam.

Não é novo para vocês que as cargas eletromagnéticas do coração são mais poderosas do que as cargas eletromagnéticas do cérebro.

Por isso todos os mestres que a Terra recebeu e recebe, passam insistentemente a mesma mensagem e pedido para que amem-se uns aos outros.

Repito o que disse anteriormente porque parece que não ficou claro.

Não há ação que justifique a reação de barbárie que é feita com as crianças.

Na verdade não há nada que justifique a promoção, manutenção ou ação cruel.

Todos vocês já receberam ensinamento suficiente para compreenderem que aquilo que se faz ao outro se faz a si mesmo.

Então eu vos pergunto. És capaz de ferir a teu próprio corpo?

Achais isso natural?

Parece que a humanidade tem prazer em cultuar a dor.

Considerem isso e prestem muita atenção no que lhes direi agora.

A crueldade é um padrão eletromagnético advindo do coração e da mente de vocês humanos.

Vocês escolheram aceitar serem dominados por vossos egos inferiores.

Vocês escolherem aceitar serem dominados pelo medo, pela raiva, pela mágoa, pela culpa, pelos ciúmes, pela indiferença à dor do próximo.

Para tudo isso disseram “sim”. E ao fazê-lo nutriram um demônio chamado: crueldade.
A escolha está sendo colocada novamente à disposição de vocês.

Vocês escolhem acreditar que é possível um ser de outra dimensão ou planeta interagir com um ser da Terra para promover a cura da crueldade?

Ou vocês escolhem acreditar que tudo isso é fruto de uma mente em desequilíbrio?

Uma mente em desequilíbrio daria frutos positivos?

É muito simples denegrir o trabalho de quem quer que seja simplesmente desacreditando seu feitor, embora os feitos estejam à disposição.

Repito, a escolha está sendo colocada novamente à disposição de vocês.

Se optarem pelo amor e permanecerem nele acabareis com a crueldade e com tudo o que ela gera.

Todos e cada um são responsáveis sempre pelas escolhas que fazem.

Mais uma vez a solução é oferecida por meio da simplicidade.

Uma simples mandala.

Simples na forma, porém com um efeito tão complexo que não é possível lhes explicar seu funcionamento, pois seria como tentar explicar à borboleta porque ela bate as asas para voar.

Querem ajudar as crianças?

Querem eliminar a crueldade de vosso planeta?

Contemplem a mandala.

Espalhem a mandala.

Conscientizem-se de que a cada pensamento ou emanação negativa ou de não-ação vocês mantém o padrão de crueldade no planeta.

Muitos reagiram de forma enrijecida à primeira mandala.

Como reagirão à segunda?

Líria 

Homenagens

08 de Março Dia Internacional das Mulheres
Homenagens

Dia das Mães

Dia das Mães