ESCREVER É...
MINHA ALMA SENDO EXPRESSADA COM PALAVRAS RIMADAS OU NÃO.
SÃO AS PALAVRAS ABRINDO CAMINHO PARA ALMA EXPRESSAR QUE TEM SENTIMENTO E RAZÃO

Seguidores

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Receita de Ano Novo



Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor de arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ver,
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra
birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta ou recebe mensagens? passa telegramas?).
Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar de arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto da esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um ano-novo que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

CARLOS DRUMMOND ANDRADE


sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Desejo que você comemore com felicidade o dia de Natal

Esta é uma comemoração que independente das ceias, dos presentes, das roupas novas ou de quaisquer outras coisas boas ou ruins que aconteceram durante o ano, portando dizer que não tem motivos para comemorar o Natal é não ter entendido o que realmente está comemorando. Sem dúvidas, é sempre muito bom quando seguimos as regras dos rituais nas comemorações, com a tranquilidade de não ter problemas nos entristecendo ou impedindo de realiza-las, e se for possível comemorar com demonstrações de abundância, comemore sim e muito!

Sendo possível ou não, reflita, e provavelmente irá despertar o sentimento de gratidão pelo mestre, que não cobrou nada da humanidade para deixar seus ensinamentos, e não sabemos (eu não sei) de relatos que ele tenha distribuído presentes, ou proporcionado ceias com fartas variedades para demonstrar amor.

Mas com amor e alegria, participou das comemorações mesmo sabendo como seria o fim da sua vida terrena, até mesmo que seria traído o que lhe causaria uma consequência de muita dor física e a morte. Quando me coloco no lugar dele, imagino como deveria estar os seus sentimentos, até porque ele veio como ser humano, e um dos objetivos dos exemplos, seriam as superações; o que não significa e momento algum que tenha sido fácil e poupado de todo sofrimento e dor.

O motivo de cada um de ter um feliz natal é a certeza de que não será poupado também de sofrer, mais entender que também possui a força interior para superar.

Sendo filhos do mesmo pai e recebendo as mesmas forças que nosso irmão Jesus recebeu, herdamos também as aflições para alcançar o mesmo objetivo “SUPERAÇÃO”.








segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

ALÉM DO ARCO-ÍRIS


O que poderei esperar além do arco-íris?
Será que alguém ve em meus olhos o que eu não posso ver?
Acredito que o amor poderá me dar muito do que sonhei.
Não sei ainda se a estrela um dia vai brilhar e transformar meus sonhos em realidade,
Mais leve o tempo que levar, eu espero encontrar a felicidade no lugar em que guardo os meus segredos...
O lugar que só eu sei chegar...
Um dia minha talvez a estrela vai brilhar e vai chegar trazendo a felicidade que a luz do arco -íris me faz ver...
O amor é como o arco-íris que num lindo momento aparece colorindo o céu,
Trazendo neste espetáculo a magia !
É assim que vem também a felicidade de viver a magia do amor.

Somewhere Over The Rainbow - Violin/Piano

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Mara Mello

Mulher,magia
A flor, o perfume
Razão, guia
A luz, o lume

Mágica, fogo
Esplendor, brilho
Lucidez
Loucura
O caminho, o trilho


Texto: Roberto P.O

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Eu... Agora - Mara Mello.wmv

o Outono visto pela janela, in "a verdade dói e pode estar errada"

João Negreiros - Poeta



João Negreiros nasceu em Matosinhos a 23 de Novembro de 1976. O escritor nacional foi o primeiro classificado no Prémio Internacional OFF FLIP de Literatura 2009 (Brasil), categoria Poesia, e será, inclusivamente, editado no Brasil. João Negreiros já havia sido publicado na Antologia de Poesia da ASES, mas desta vez será publicado numa colectânea do Selo OFF FLIP em 2010. A poesia de João Negreiros não tem parado de conquistar o público lusófono, tendo sido premiado, também em 2009, com o Prémio Professora Therezinha Dutra Megale, São Paulo. Em Portugal, entre outros prémios, João Negreiros venceu o Prémio Nuno Júdice 2009. Actualmente, a poesia de João Negreiros pode ser lida diariamente nos autocarros dos Transportes Urbanos de Braga, que respiram poesia por fora e por dentro com cartazes exibindo pequenos poemas afixados nas suas janelas. Este projecto ambicioso e absolutamente inovador, iniciativa do Centro de Pesquisa e Interacção Cultural, é denominado por “Grandes Poemas para Viagens Pequenas”.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Estande da memória




Fecha o livro do passado e guarda na estande da memória.
Pegue folha branca e caneta para começar a outra história.
Exatamente aquele que até agora você ignorou.
Deixa a criança dormir e despertar o adulto que agora chegou...
Sei que aquela criança de tempos atrás não cresceu,
Revivendo as lembranças do passado a paz se perdeu.
Apesar de tudo que aconteceu até hoje você sobreviveu.
Seus olhos e seus sorrisos tinham ingenuidade,
Hoje as experiências te trouxeram maturidade.
Use o que tem guardado na memória para a nova realidade,
Apenas para lembrar que a dor não é uma eternidade.
O que trás guardado no coração,
Não mais existe,virou fantasma,virou ilusão.
De tempos em tempos acaricia as lembranças,
Temendo perde-las tem evitado mudanças.
Pensa que pra ser feliz esquece-las seja preciso,
Então permita que o tempo se encarrega disso.
Deixa transparecer novamente no olhar seu lindo sorriso!
Olhe pra você hoje!Vamos lá!
Não deixe a vida em vão passar!

sábado, 16 de outubro de 2010

Malícia




Ah! Seu sorriso com malícia!
Malícia que lembra pecado...
Pecado que marca a história...
História que conta seus atrevimentos...
Seus atrevimentos que marcam na carne
Que desfrutam das insanidades...
Deixando o corpo amingua
Malícia no sorriso, no corpo e na alma...

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

O TEMPO E A PACIÊNCIA


O tempo caminha lentamente,
É dono da razão.
A paciência muitas vezes se perde no tempo,
É senhora da esperança.
O tempo não espera,
Segue com sua convicção.
A paciência aguarda com ansiedade,
Algumas vezes com dúvidas.
O tempo surpreende,
A paciência vive de programação,
Escrava do tempo,submissa de suas vontades.
O tempo não se importa com a existência da paciência.
Altivo segue em frente realizando o que lhe convém,
Não se importando com a paciência,segue adiante.
Assim então morre a paciência por não alcançar o tempo...
A vida da paciência é o tempo!
O tempo apenas vive...

Paciência - Lenine

PACIÊNCIA

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Heróis - Parte I







Quem na infância não sonhou ser um super-herói salvando alguém que amava ou o nosso planeta?
Na minha fértil e ingênua imaginação fui mulher maravilha, sem me cansar de rodopiar para incorporar seus poderes, também por várias vezes fiquei na frente ao espelho tentando-me auto hipnotizar acreditando que assim me tornaria Jeannie, do seriado Jeannie é um gênio e só com o piscar dos olhos tudo que fosse de meu desejo realizaria com facilidade.
Crescemos e deixamos de acreditar mais não sem antes passar pela frustração de que nada disso na verdade é possível, não de forma tão fantasiosa como uma criança acredita.
Esquecemos então ou simplesmente ignoramos e passamos a viver acreditando que com os “pés no chão” é o certo, mesmo que deixamos guardado no coração a emoção vivida por acreditar ser possível ser quem “eu” quisesse ser.
Hoje eu cresci e vivendo várias situações e presenciando muitas outras, descobri então que posso ser pra sempre um herói, mesmo que com menos fantasias, o que diminui muito meus poderes, mais aumenta as possibilidades de resolver e modificar muitos acontecimentos na minha vida e na vida de muitas pessoas.
O mundo está repleto de super heróis que esquecendo ou envergonhando de ainda sonhar igual quando criança,cruza os braços se fechando para a força e poderes que possui com o sentimento de saudade do tempo que acreditava ser possível. É possível sim!
Descubra sua força de superman, mulher maravilha, incrível Hulk, Tarzan, homem aranha, fantasma, batman, Tex Willer ou qual mais se identificar, o que vale mesmo é entender que todos já nascemos com poderes.
Reconheça que tem grandes possibilidades de usar a fala, as suas mãos, seu trabalho, tudo que quiser usando primeiro a inteligência e imaginação, salvando assim crianças, idosos, animais, o planeta e todos os mais fracos que precisarem da nossa ajuda...(continua)



Heróis - Parte II

Crie seus poderes, crie as possibilidades de mudar o mundo ou mesmo que seja apenas o “seu mundo” se não estiver preparado para ajudar o próximo. Seja um super herói, mesmo que seja você o primeiro a ser salvo.
A nossa imaginação de criança ainda existe, mais com muitas coisas melhores e entre elas o nosso conhecimento, a nossa decisão em alcançar metas e saber quais são.
Vista uma roupa que melhora a auto estima, tenha então ai uma forma de imaginar ativando seus poderes; que seja essa então a sua fantasia particular. Não tenha vergonha de você e de seus segredos. Afinal os super heróis nunca revelam a verdadeira identidade e nós também não precisamos revelar. Mais tenha certeza que nessa união secreta sempre reconheceremos os amigos heróis, e sempre estaremos prontos para ajuda-los quando solicitados.
Somente quem sabe da “brincadeira” pode reconhece-lo e não vai critica-lo e sempre será um aliado, e os que não sabem de nada apenas verá em você algo que fascina. Certamente você irá se surpreender!
Eu agora então te convido á brincar de super herói!
Vamos?
Eu sou a Mara Mello, meus poderes são secretos, mais quero ajudar salvar o mundo porque já me salvei...


sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Emilio Santiago: Estão voltando as flores

Um novo céu se abrindo

Como é bonita a vida

O sol está iluminando a vida mostrando como ela é linda!
Um novo céu se abre dando boas vindas ao novo, e fortalecendo cada vez mais o que já existia e apenas passou por transformações necessárias.
Viver a fase outono é o período de mudanças internas onde precisa cair, como as folhas o que não serve mais,deixar ir conceitos,inseguranças,amores e amizades que deixaram de ter importância e assim tudo que não faz mais sentido.
Sentimento de vazio,solidão e as vezes até de angustia,representam o momento inverno;bom para refletir o que deve ser cultivado para as novas estações.O momento inverno parece não ter fim,mais como tudo,também passa,só precisa de paciência.
No momento primavera novos ânimos começam a brotar lentamente florescendo com as flores das esperanças e sonhos renovados.A chuva molha a terra seca onde corações endurecidos começam a sentir alegria de perceber e receber as oportunidades que a vida nos presenteia,algumas vezes por uma estação apenas,o que importa é saber aproveita-las e deixar florescer tudo o que há de melhor.
Enfim chega o verão com toda sua intensidade no brilho do sol, nas fortes chuvas, nas cores,nas flores,nos amores!
Como é perfeita a vida!
Deixar ir o que não serve mais,sentir e refletir o que realmente se faz necessário,escolhendo o que se deseja realizar,ver brotar e florescer os sonhos,dar boas vindas ao novo e abraçar amorosamente o que resistiu a fase outono e inverno,afinal se resistiu é sinal de forte e verdadeiro!
As nuvens passam, o céu se abre, o sol ilumina, volta as flores,e amanhece sempre um novo dia!
Vamos seguindo a vida com as esperanças,com as realizações,e feliz com tudo que permanece.
Como é bonita a vida!

sábado, 18 de setembro de 2010

Eu sou...


>
Qual o seu medo?


Você mente?


Quem você é?




Eu sou a superação de meus medos, a verdade que hoje conto.

Eu sou quem escolho ser me livrando das minhas mentiras que tentaram esconder meus medos, me fazendo viver quem não era.

Eu não tive medo de descobrir que era uma mentira, me fazendo não ser nada.

Eu não minto para ser o que o medo não deixa.

Eu escolho ter a coragem de ser quem quero ser.

Eu escolho viver a verdade que me liberta.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

O Teatro Mágico - Durma, medo meu

MEDO

‎"Gostaria que ser compreensivel fosse o suficiente para o medo ir embora, e ficasse só a certeza que que ele nada mais é que uma sombra mal contornada apenas atrapalhando a felicidade.Gostaria que minhas mãos estendidas fosse o amparo necessário para que nada afastasse a certeza da minha presença quando precisar de minha coragem"

sábado, 4 de setembro de 2010

LIBERDADE APRISIONADA



Desejando a sua liberdade
Não percebe que vive na prisão
Onde esse tormento
Coloca-te nas grades
Dessa maldita indecisão
O medo te consome
E as oportunidades se vão
E você vê o mundo
Por de trás dessa ilusão
Acredita na sua liberdade
Com correntes nos pés e mãos
Tenta realizar seus desejos
Sem quase nada de emoção
A anciedade que te atormenta
Quer tocar no seu coração
Que o caminho que você está seguindo
É um caminho de solidão

terça-feira, 31 de agosto de 2010

MOMENTOS




O sol se vai,

Você se despede.

A lua aparece,

A saudade aponta.

As estrelas brilham,

As lembranças chegam.

As horas passam,

Já é alta noite

Sinto apertar o coração.

Meia-noite...

Eu choro.

A madrugada chega,

Você pensa em mim.

O céu começa a clarear,

Uma sintonia...

Eu e você

O sol nasce,

Você volta.

O sol esquenta,

A gente se encontra.

Meio-dia...

A gente se ama.

A tarde chega,

Promessas são feitas.

Você vai...Você volta...

E a gente se ama!

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

CONTOS E PONTOS



"Quem conta um conto aumenta um ponto"

Então eu digo que:

"Quem conta um conto aumenta um ponto e conta outro conto"

E concluo que:

"Quem conta um conto aumenta um ponto

E conta outro conto com um ponto colocado

No conto formado pelo ponto do conto agora contado"

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Permita-se amar



O amor pra muitos é considerado fora de moda,ou algo que se deve evitar pois pode representar "problemas".
Qual pode ser a graça da vida se não for por esse sentimento que não escolhe momento pra acontecer,não entende barreiras,distâncias?
Não entende,não escuta,simplesmente de repente lá está ele mexendo com toda nossa vida.
Muitas vezes por ser tão surdo,cego,teimoso,acaba nos trazendo algumas consequências de tristezas,principalmente quando acha que pode tudo e que vai conquistar custe o que custar,e nem sempre é assim que acontece.
Mais quando ele realmente acontece,a felicidade brota e como por encanto tudo fica colorido,as forças se renovam,a pele melhora,o sorriso é espontâneo!
Ser mais que amigos,ser mais que cumplices.
Permitir sentir,sonhar e desejar,pode ser cafona mais definitivamente é escencial.
Vale se entregar e deixar de inventar mil desculpas,vale sentir e deixar fluir.
O amor pra quem não conhece pode parecer assustador,mais pra quem ama e sabe se entregar é realizador.
Permita-se sentir a beleza do amor!Permita-se amar e ser amado!

Sintomas conhecido


Amanheceu e os sintomas estavam lá,ou não,pode ter começado um pouco antes,quando ela se deitou pra dormir.
A noite parecia longa e o sono não vinha,e ela não queria que viesse.
Seriam melhor os sonhos sonhados enquanto estava acordada,no silêncio daquela noite fria.
Nada de diferente ela sentia,eram apenas sintomas comuns,resultado de um olhar que de repente cruzou com o seu,ou foi dos gestos carinhosos com que ele a tratou?
Noite,interminável noite!
Os pensamentos estavam presos nas palavras e atitudes dos últimos encontros,como que procurassem algum indício de verdade nas suas fantasias de amor.
Cada lembrança um sorriso bobo de alguma coisa boba,mais que para ela era motivo de alegria.

Uma noite mal dormida mais com muitos sonhos!
Ansiosa se levanta e cuidadosamente se arruma na doce esperança de um novo encontro,de mais um momento e mais uma chance de estar ao lado dele.Ela olha o relógio,está quase na hora.
Muitas perguntas surgem afastando toda segurança que até pouco estava sentindo.
Será que o verei hoje?Será que vamos conversar?Será...?Será...?Será...?
Caminha então com passos firmes,decidida a fazer uma história acontecer.
De repente o coração acelera,as mãos transpira,a boca seca...
O sol brilha com mais intensidade,tudo fica em silêncio,tudo para...
É ele!
Um suspiro...
"Olá!"

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Oswaldo Montenegro - Metade

Metade

Metade (Oswaldo Montenegro)

Que a força do medo que tenho
não me impeça de ver o que anseio
que a morte de tudo em que acredito
não me tape os ouvidos e a boca
porque metade de mim é o que eu grito
mas a outra metade é silêncio.
Que a música que ouço ao longe
seja linda ainda que tristeza
que a mulher que amo seja pra sempre amada
mesmo que distante
porque metade de mim é partida
mas a outra metade é saudade.
Que as palavras que eu falo
não sejam ouvidas como prece e nem repetidas com fervor
apenas respeitadas como a única coisa
que resta a um homem inundado de sentimentos
porque metade de mim é o que ouço
mas a outra metade é o que calo.
Que essa minha vontade de ir embora
se transforme na calma e na paz que eu mereço
e que essa tensão que me corrói por dentro
seja um dia recompensada
porque metade de mim é o que penso
mas a outra metade é um vulcão.
Que o medo da solidão se afaste
e que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável
que o espelho reflita em meu rosto num doce sorriso
que eu me lembro ter dado na infância
porque metade de mim é a lembrança do que fui
a outra metade não sei.
Que não seja preciso mais do que uma simples alegria
pra me fazer aquietar o espírito
e que o teu silêncio me fale cada vez mais
porque metade de mim é abrigo
mas a outra metade é cansaço.
Que a arte nos aponte uma resposta
mesmo que ela não saiba
e que ninguém a tente complicar
porque é preciso simplicidade pra fazê-la florescer
porque metade de mim é platéia
e a outra metade é canção.
E que a minha loucura seja perdoada
porque metade de mim é amor
e a outra metade também.


(Oswaldo Montenegro)

sábado, 24 de julho de 2010

Verdadeira Amizade

Pessoas entram na sua vida por uma"Razão", uma "Estação" ou uma "Vida Inteira".




Quando você percebe qual deles é, você vai saber o que fazer por cada pessoa.

Quando alguém está em sua vida por uma "Razão"...
É geralmente para suprir uma necessidade que você demonstrou.
Eles vêm para auxiliá-lo numa dificuldade, fornecer orientação e apoio, ajudá-lo física, emocional ou espiritualmente.
Eles poderão parecer como uma dádiva de Deus, e eles são!
Eles estão lá pela razão que você precisa que eles estejam lá.
Então, sem nenhuma atitude errada de sua parte, ou em uma hora inconveniente, esta pessoa vai dizer ou fazer alguma coisa para levar essa relação a um fim.
Às vezes essas pessoas morrem.
Às vezes eles simplesmente se vão.
Às vezes eles agem e te forçam a tomar uma posição.
O que devemos entender é que nossas necessidades foram atendidas, nossos desejos preenchidos e o trabalho deles, feitos. As suas orações foram atendidas.
E agora é tempo de ir.

Quando pessoas entram em nossas vidas por uma "Estação", é porque chegou sua vez de dividir, crescer e aprender. Eles trazem para você a experiência da paz ou fazem você rir. Eles poderão ensiná-lo algo que você nunca fez. Eles geralmente te dão uma quantidade enorme de prazer. Acredite! É real!
Mas somente por uma "Estação".


Relacionamentos de uma "Vida Inteira" te ensinam lições para a vida inteira: coisas que você deve construir para ter uma formação emocional sólida. Sua tarefa é aceitar a lição, amar a pessoa, e colocar o que você aprendeu em uso em todos os outros relacionamentos e áreas de sua vida. E jamais esquecer ou maltratar um relacionamento de uma "Vida Inteira'.

É dito que o amor é cego, mas a amizade é clarividente.

(Texto sobre amizade)

Folhas da amizade

sábado, 17 de julho de 2010

Have I Told You Lately? (tradução)

Van Morrison

Van Morrison: Have I told you lately - Tradução

Já te falei recentemente que te amo?
Já te falei recentemente que não há ninguém acima de ti?
(Você) Enche meu coração com felicidade
(Você) tira minha tristeza
Acalma meus problemas, é o que você faz

Ah, o sol da manhã em toda sua glória
Saúda o dia com esperança e conforto também
E você enche minha vida com risos
Você pode fazer ela melhor
Acalma meus problemas, é o que você faz

Existe um amor que é divino
E é seu e meu
Como o sol no fim do dia
Devemos dar graças e orar a ele

Já te falei recentemente que te amo?
Já te falei recentemente que não há ninguém acima de ti?
Enche meu coração com felicidade
tira minha tristeza
Acalma meus problemas,
isso é o que você faz

Existe um amor que é divino
E é seu e meu
E ele brilha como o sol
no fim do dia iremos dar graças
e orar a ele

Já te falei recentemente que te amo?
Já te falei recentemente que não há ninguém acima de ti?
Enche meu coração com felicidade
tira minha tristeza
Acalma meus problemas,
isso é o que você fazz

Enche meu coração com felicidade
tira minha tristeza
Acalma meus problemas,
isso é o que você faz
Enche meu coração com felicidade
tira minha tristeza
Acalma meus problemas,
isso é o que você faz
Acalma meus problemas, é que você faz

Have I told you lately (Van Morrison) - The Wild Ducks

quinta-feira, 15 de julho de 2010

REDESCOBRINDO A PRÓPRIA FORÇA




Rachel tinha apenas 16 anos quando, certa noite, recolheu-se ao leito, no dormitório da escola. Acordou, seis meses depois, numa cama de hospital, na cidade de Nova Iorque. Ela sofreu um forte sangramento intestinal que a fez mergulhar num longo estado de coma. Era o fim de sua vida como uma pessoa saudável e o início de uma vida como pessoa portadora de doença crônica.

Foi nessa época que Rachel se recorda de ter verdadeiramente conhecido sua mãe. Até então ela era a profissional que passava longas horas trabalhando. Rachel a via quando chegava em casa, tarde da noite, para lhe dar banho, ler uma história, dar-lhe um beijo de boa noite. As lembranças de sua mãe, até então, eram de uma figura passageira que tinha um perfume gostoso e tomava conta dela nos finais de semana. Durante os seis meses de seu coma seus pais se tomaram de temores. Ela era a única filha de pais mais velhos e superprotetores. O prognóstico médico era sombrio. Se saísse do coma, viveria como uma inválida, limitada por uma doença que os médicos não compreendiam, nem controlavam. Teria que se submeter a uma série de cirurgias importantes.
Não deveria viver além dos 40 anos.
Sem chance de retornar aos estudos.

Mas Rachel desejava ser médica.

Ali, deitada na cama, ouvindo seu pai lhe dizer tudo isso, ela ficou zangada. Não importava o que diziam os médicos, ela iria voltar aos estudos, à faculdade. Queria ser médica. Nada a impediria.
- Ah, disse o pai, uma coisa a impedirá, sim.
Não pagarei os seus estudos.

Foi então que a mãe de Rachel, sem alteração na voz, afirmou: - Eu pago a faculdade.
- E onde você vai arranjar o dinheiro?
- perguntou ele.
Ela continuou a falar, dirigindo-se à filha, como se não o tivesse ouvido:
- Tenho uma conta no banco há muitos anos.
É toda sua, Rachel.
Vinte e quatro horas depois, ela assinou um termo de responsabilidade e retirou a filha do hospital, contra a recomendação médica. Tomou um pequeno avião e levou Rachel de volta à faculdade. Nos seis meses seguintes levou a filha para as salas de aulas, muitas vezes empurrando a cadeira de rodas, porque ela não conseguia andar. Então, quando percebeu que Rachel poderia cuidar de si mesma, a deixou, mas telefonava todos os dias para saber notícias.
Os dois anos seguintes foram de muitas lutas.

Rachel não conseguia comer direito e tomava medicamentos fortes para controlar os sintomas. Ela se sentia doente, tinha a aparência alterada e estava doze ou catorze quilos abaixo
do seu peso normal.

Mas foi descobrindo uma força que desconhecia.
Encontrou uma maneira de viver essa nova vida e seguir em frente. Concluiu a faculdade e passou a clinicar.

Anos depois, conversando com sua mãe, lhe perguntou porque a deixara sozinha em momento tão difícil. Afinal, ela era a sua única filha.
Por que não ficou ao seu lado, protegendo-a e mimando-a? Ela não ficou com medo do que pudesse acontecer?
- Eu temia por você - disse-lhe a mãe.
Mas temia ainda mais pelos seus sonhos.
Se eles morressem, essa doença dominaria a sua vida. Há muitas formas de morrer, Rachel.
A pior delas, é permitir que outras pessoas escolham o tipo de vida que você deve levar.
A pior morte é permitir que sejam sepultados
os próprios sonhos.

Amparar a vida, por vezes, é algo muito completo.
Há momentos em que o melhor é oferecer a nossa força e a nossa proteção. No entanto, acreditar numa pessoa num momento em que ela não consegue acreditar em si mesma, tem uma importância toda especial. É a nossa crença nessa pessoa que vai se tornar o seu barco salva-vidas.

Rachel N. Remen

domingo, 11 de julho de 2010


Não escrevo com a pretenção que pensem como eu,apenas exponho o que penso com a liberdade de descobrir e redescobrir quem sou.
Não tenho medo de mudar de opinião,pois a vida é cheia de interpretações,e são reveladas de acordo com as atitudes que tenho diante dos acontecimentos.
Exponho meus pensamentos e experiências não porque acredito que é a verdade em absoluto,mais sim porque nesse momento o que escrevi é a minha verdade atual que precisa ser registrada,para que no futuro eu e as pessoas que leram o que registrei,possamos pensar melhor a respeito dos pensamentos e atitudes do passado. (Mara Mello)

"São as idéias que conduzem e controlam o mundo" (Victor Hugo)
"É a criatividade que transforma a vida e nos liberta" (Mara Mello)

Individualidade com liberdade


As pessoas se afastam umas das outras,quando não é mais permitido nenhum tipo de controle sobre a vida do outro.Perde o sentido dos relacionamentos,quando percebem que não podem controlar em momento algum.
São casamentos desfeitos,amizades perdidas,pais infelizes,sociedade desunida,porque o outro não deixou ser "cuidado".
Os controladores realmente acreditam que estão cuidando,quando na verdade cuidar não invade jamais a individualidade.
Também há os controladores que sempre precisam de "cuidados",pra poder assim controlar o outro e te-lo sempre por perto.Normalmente pra controlar é preciso se colocar no papel de vítima.
O hábito de manter a rotina normalmente é muito perigoso,pois ao mesmo tempo que dá a sensação de segurança,também permite um certo controle.
Há sofrimento,quando há mudança na rotina.Quando não se chega no horário,não telefona como de costume, não da satisfação de seus atos e acontecimentos.
Os melhores filhos são sempre os submissos,pois os que não aceitam idéias prontas e impostas,que ousam ir em busca de seus conhecimentos,fazendo sua história,correndo riscos ou não,esses são considerados como teimosos,que dá trabalho,rebelde,algumas vezes a vergonha da família.
Já os considerados o orgulho dos pais,são os que não ousam ter suas próprias crenças e religiões,se vestem,leem somente os livros recomendaos,não se permitindo novos conhecimentos,algumas vezes fazem faculdade ou curso de acordo com a vontade da família e até mesmo se casam com um tipo de pessoa que agrada os pais e a sociedade.Enfim o submisso é sempre um infeliz(na minha opinião).E quando a infelicidade de servir sempre,começa a sufocar,então o submisso passa ter comportamento de vítima,assim também exerce algum controle.
Viver de acordo com o que a religião,família,mídia impõe,só fazem com que as escolhas não sejam verdadeiras.Que a vida vivida não é verdadeira.
Viver na submissão e no controle,gera a fofoca quando uma das partes não concorda com as atitudes dos outros.A fofoca nada mais é que ficar admirado com a ousadia ou com a coragem que na opnião pública,o outro tem em fazer o que já foi determinado por um "certo alguém" que não se deve fazer.
Portanto assim se julga e condena os ousados e corajosos,normalmente com a sentença do afastamento.
O que não se permite ser controlado,normalmente se conhece muito bem,sabe de seus desejos,sabe encontrar a paz,porque sabe se afastar do que não agrada.Não precisa de vicíos pra satisfazer suas anciedades,pois o vicío também é controlador.O ousado é feliz (na minha opinião).
Acredito que se pode viver em harmonia sem as falsas correntes,respeitando o direito de escolha,a liberdade de pensar e fazer,compartilhando sempre por prazer em assim fazer com verdade e não para agradar.
Essa decisão não deve ser dificíl quando se pensa no próximo e em si.
A decisão de controlar ou não uma pessoa ou situação deve ser ponderada quando impede a liberdade de expressão,de escolhas e aprendizado.
Muito se fala sobre a mentira,sem perceber que o controle gera em muitas vezes mentirosos,pois pra se livrar algumas vezes de dar satisfação,para fazer o que acham importante ou nescessário se fala qualquer coisa.Lógico que não concordo com mentirosos e não acho nescessário usar dessa artimanha para se safar,mais é o caminho que a maioria encontra para evitar os julgamentos e comentários maldosos.
Será mesmo que pra transformar nossos filhos em bons cidadãos,temos que impedi-los de ter a liberdade de fazer suas escolhas,imbutindo idéias prontas a respeito do que nós pais acreditamos?
Por que ao invés de determinar o que devem ou não devem fazer,não ajudamos eles pensarem nas consequencia de cada atitude,o que vai ou não prejudicar alguém ou a sua própria vida,e assim as escolhas podem ser mais acertadas.Penso que não prejudicar ninguém é o que na verdade agrada a todos inclusive a Deus.
O controle aprisiona e transforma as emoções.
Muitos não questionam,simplesmente obedece e se reprimem,e logo esta morto mais um sentimento seja ele qual for,de amizade ou de amor,porque primeiro morreu a verdade.
Pra ter uma individualidade precisa ter a liberdade de ser,fazer,escolher,errar,acertar,...,etc.
Respeitar e compartilhar nos da essa liberdade e nos aproxima muito mais das pessoas,fazendo assim que os sentimentos sejam verdadeiros,e que haja confiança, entendimento e compreensão.

Homenagens

08 de Março Dia Internacional das Mulheres
Homenagens

Dia das Mães

Dia das Mães