ESCREVER É...
MINHA ALMA SENDO EXPRESSADA COM PALAVRAS RIMADAS OU NÃO.
SÃO AS PALAVRAS ABRINDO CAMINHO PARA ALMA EXPRESSAR QUE TEM SENTIMENTO E RAZÃO

Seguidores

domingo, 23 de março de 2014

Mulheres Curadoras


Clarissa Pinkola disse que, toda mulher parece com uma árvore. Nas camadas mais profundas de sua alma ela abriga raízes vitais que puxam a energia das profundezas para cima, para nutrir suas folhas, flores e frutos. Ninguém compreende de onde uma mulher retira tanta força, tanta esperança, tanta vida. Mesmo quando são cortadas, tolhidas, retalhadas, de suas raízes ainda nascem brotos que vão trazer tudo de volta à vida outra vez.
Quero expressar minha gratidão especialmente as Mulheres Curadoras, que com sabedoria trabalharam a favor do próximo, usando esta força, esperança, e a certeza que há maravilhas a serem feitas com as energias invisíveis aos olhares humanos.
Mulheres que, dominavam os tratamentos a partir das ervas medicinais, o que deu origem a lenda que elas produziam " poções mágicas", que na verdade eram apenas medicamentos feitos dessas ervas medicinais. em virtude disso, essas curandeiras eram muito conhecidas na região em que habitavam e possuíam um grande prestígio social.
Erveiras, raizeiras, benzedeiras, mulheres sábias que por muito tempo andaram sumidas, ou até mesmo escondidas evitando confronto com os conceitos equivocados que sofriam.
Hoje, depois do desprezo, tortura e até morte, quando foram declaradas como Bruxas e perseguidas,elas voltam com a cabeça erguida liderando com competência, conquistando cada vez mais espaços antes nem imaginados.
O desafio dessas mulheres prevaleceu como tudo que é bom e verdadeiro, e foram vencidos com muita humildade e persistência, pois,a maioria realizou e ainda realizam seus dons com criatividade, demonstrando que isso faz parte do conhecimento conservado no inconsciente feminino.
O trabalho dessas mulheres serviu de base para muitas pesquisas cientificas que hoje são repassadas nas universidades e usados na medicina moderna, mesmo que sem admitir que foram elas as primeiras a praticar tais métodos,
Quando há alguém doente ou com dores, sempre aparece uma mulher para oferecer um chazinho, fazer uma compressa, dar um conselho sábio. Na verdade, este é um retrato que antes era associado as a mulher idosas, como um arquétipo da ‘curadora’, também chamada nos mitos de Grande Mãe.
Atualmente esta associação está se modernizando e encontramos mulheres de todas as idades, com diplomas de pós-graduação nas mãos.
Seu saber mudou de nome. Chamam de terapia alternativa, medicina vibracional,  massagistas com um toque de mão diferente, as fitoterapias, astrólogas, psicólogas,  práticas complementares.
Uma forma um pouco mais formal de serem  reconhecidas e respeitadas, atendendo em consultórios, fazendo palestras, escrevendo livros, repassando seus conhecimentos, certas de que chegou o momento da humanidade saber que todos possuem e também podem exercer estes dons, antes guardados por elas, repassando apenas de mães para filhas.
Gradualmente e pacientemente, essas mulheres que antes eram vistas como mitos, lendas, ou até motivo dos olhares desconfiados, passaram a fazer parte da realidade até mesmo dos seus antes perseguidores. 
Quem nunca usou pelo menos uma receita de remédio caseiro recomendado pela avó, mãe, ou mesmo uma amiga?
Não só  com os remédios caseiros  estas mulheres contribuíram e continuam contribuindo, mas também de acordo com a intuição e dons, que vão desde, a força das palavras, usadas como oração, palavras positivas, conselhos sábios e força do pensamento.
Se a verdade é o que prevalece, estas mulheres e seus dons são a prova  de que não adianta tentar exterminar tais instrumentos de poderes, escondendo ou ignorando a verdade que há por de trás dessas práticas, pois mesmo com tantas transformações lá estão elas atuando e ajudando a humanidade nas mais diversas áreas.
Mara Mello

Homenagens

08 de Março Dia Internacional das Mulheres
Homenagens

Dia das Mães

Dia das Mães